realidade-virtual-no-tratamento-de-fobia-social-psicologa-juliana-vieira-itajaipsicologia-itajai-terapia-secao-unicaPsicologia Itajai – Psicoterapia Cognitivo ComportamentalPsicologia Itajai – Psicóloga Juliana Vieira

PSICOLOGIA ITAJAÍ

Dependência em excesso pode não ser saudável!

postado em: 29 de janeiro de 2018

postado por: Psicóloga Juliana Vieira

Às vezes somos dependentes de outras pessoas e há momentos que agimos de forma independente.

Exemplos disso, estão relacionados quando precisamos efetuar um negócio, mas precisamos da resposta de uma outra pessoa envolvida – dependência; ou quando podemos decidir sobre uma situação, como pedir demissão- independência.

Porém, nesse artigo não quero tratar de comportamentos dependentes cotidianos e sim, quando esse comportamento acaba interferindo na vida da pessoa de forma inadequada: o denominado Transtorno de Personalidade Dependente.

A característica principal desse transtorno é uma necessidade intensa de ser cuidado e em decorrência leva a um comportamento submisso e um medo da separação. Geralmente, inicia-se no início da vida adulta e está presente em vários contextos da vida da pessoa.

Comportamentos como dificuldade em tomar pequenas decisões e assumir responsabilidades; decisões tomadas a partir de conselhos dos outros; aceita coisas que não concorda com medo de perder ajuda; se sente carente de ajuda a todo o momento são comportamentos relacionados ao Transtorno de Personalidade Dependente.

Enquanto adulto depende de um dos pais ou do cônjuge para decidir até mesmo o tipo de trabalho que deve ter e enquanto adolescente com o transtorno, são os pais que acabam decidindo o que fazer ou que faculdade deve cursar ou outras atitudes.

O importante é saber diferenciar o quanto à pessoa se sente dependente, se essa dependência acarreta algum prejuízo a sua vida ou a de quem está perto e se estiver acarretando algum prejuízo procurar ajuda especializada.


Psicóloga Juliana Vieira

Psicóloga Juliana Vieira Juliana Vieira Almeida Silva é psicóloga formada pela Universidade do Vale do Itajaí desde 2001 e possui formação em Terapia Cognitiva-Comportamental. Doutora em Psicologia (UFSC) atua nas seguintes áreas: Psicoterapia Individual e Psicoterapia de Grupo, Psicoterapia Familiar e de Casal, Orientação Profissional, Aconselhamento, Diagnóstico para crianças, adolescentes e adultos. Tem vários artigos publicados na área da Psicologia e Administração. Além de Psicóloga Clínica, realiza atividades na área da Psicologia Organizacional: consultoria (Recrutamento e Seleção; Treinamento e Desenvolvimento, Plano de Cargos e Salários, entre outros) e palestras. Atualmente é docente em Cursos de Psicologia e Administração, bem como em pós-graduações.


COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS!